Informa-te acerca da privacidade dos dados!

A privacidade é um direito humano consagrado na Declaração Universal dos Direitos Humanos.

“Ninguém sofrerá intromissões arbitrárias na sua vida privada, na sua família, no seu domicílio ou na sua correspondência, nem ataques à sua honra e reputação. Contra tais intromissões ou ataques toda a pessoa tem direito a proteção da lei” 

Artigo 12 da Declaração Universal dos Direitos Humanos

Embora seja um direito consagrado tem-se assistido a inúmeras violações da privacidade, nomeadamente ao nível dos nossos dados pessoais adquiridos e transmitidos de forma eletrónica e que nos levam a assumir um papel mais proativo na defesa da privacidade desses mesmos dados.

Assim sendo, deixamos aqui um conjunto de sugestões que cada um de nós pode ter em conta e que de certa forma nos deixarão mais protegidos contra possíveis violações dos nossos dados.

  1. Verifique sempre se está a aceder a uma página web segura (HTTPS). Assim, terá a garantia de que toda a comunicação realizada com e a partir dessa página é feita de forma segura e encriptada. 
  2. Leia sempre as políticas de cookies que lhe são apresentadas. Por vezes são capturadas informações, sob a forma de cookies, que de alguma forma o poderão identificar, como por exemplo a localização, o tipo de dispositivo ou browser utilizado. 
  3. Leia sempre as políticas de privacidade de dados que lhe são apresentadas. É frequente sermos confrontados com essas políticas no momento do registo numa determinada plataforma online. A aceitação sem leitura dessas mesmas políticas pode dar autorizações para o tratamento e partilha dos nossos dados com outras entidades. 
  4. Aquando do preenchimento de um determinado formulário online devemos ter em atenção os campos preenchidos e deveremos questionar o motivo da recolha desse mesmo dados. Se o dado for facultativo e se considerarmos que o mesmo não é imprescindível podemos deixá-lo em branco. Caso seja obrigatório e seja duvidosa a sua recolha poderemos ver sempre nas políticas de privacidade se existe referência ao motivo da recolha desse mesmo dado. 
  5. Verifique se a plataforma online na qual se está a registar ou à qual está a dar os seus dados cumpre com o Regulamento Geral de Proteção de Dados. Para tal verifique se lhe é dada a possibilidade de esquecimento/apagamento, portabilidade ou obtenção dos dados bem como se lhe é fornecido o contacto do Encarregado de Proteção de Dados. 
  6. A definição de uma password de acesso é extremamente importante. A utilização de uma password composta por letras, números e caracteres especiais dificulta o acesso indevido às nossas contas onlinehackers.
  7. Não repita passwords. Tente sempre utilizar passwords distintas para as suas várias contas. Se utilizar a mesma password e se a sua password for descoberta por terceiros estará a pôr em risco todas as suas contas online
  8. Evite guardar as suas passwords em ficheiros no seu computador ou em cadernos/post-its. Em caso de perda ou extravio desses registos poderá comprometer as suas contas online. Existem programas que poderá utilizar e que o ajudarão a criar passwords compostas e da mesma forma as guardam de forma segura para posterior utilização. 

Estas são algumas sugestões que lhe deixamos e que poderão protegê-lo um pouco mais no que diz respeito à privacidade dos seus dados. 

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar sobre